Contra Calheiros, PSOL lança Basile ao governo de Alagoas

Candidatura de Basile Christopoulos foi oficializada nesta sexta-feira (27), com a presença de representantes de movimentos sociais do estado


“Somos uma frente de esquerda preparada para governar Alagoas”. Foram com estas palavras, que o professor universitário e doutor em direito financeiro, Basile Christopoulos, se tornou candidato ao governo do estado, pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). A convenção aconteceu nesta sexta-feira (27), no sindicato dos bancários, com a presença de centenas de pessoas que representam a classe trabalhadora de Alagoas.

 “Nós entendemos que há um vácuo na política que Alagoas está acostumada a ter, e o PSOL pode preencher esse vácuo através de um projeto diferente. Representamos uma forma de fazer política que é contra as mesmas famílias que insistem em dominar nosso estado. Nós estamos ao lado dos trabalhadores, ao lado dos que sofrem com a ausência de políticas públicas de qualidade” ressaltou Basile.

 A solenidade contou com a presença do presidente nacional do PSOL, Juliano Medeiros, que salientou a importância de Alagoas ter uma alternativa, uma oposição ao que já está no poder e que não representa os interesses sociais.  

 “Estamos vivendo um momento novo na política brasileira e devemos também lutar para que a mudança ocorra em Alagoas. O PSOL tem DNA alagoano, somos um partido que dialoga com a população. E nesta eleição, vamos mostrar para os alagoanos que existe oposição. O Basile é um nome forte para o estado e que representa a todos nós que lutamos por uma política limpa”, disse Medeiros.

 Plano de governo

 Na ocasião, Basile afirmou que o principal propósito é construir um plano de governo coletivo, onde todas as áreas possam ser contempladas e suas demandas discutidas.

 “Os projetos de governo que foram feitos até hoje não deram certo. E isso aconteceu não por falta de recurso, e sim por uma má gestão. É preciso que tenha concurso para professores em regime de dedicação exclusiva. Reestruturar a carreira dos profissionais de saúde é algo urgente. A atual gestão constrói prédios, mas se esquece que falta medicamentos no HGE. Não existe sequer um programa de habitação popular, o que é alarmante”, explicou Basile.

 Em sua fala, o candidato também repudiou a atual gestão, que com a máquina na mão, cobra uma tributação alta para os mais pobres e aumentou ainda mais o ICMS, fazendo com que seja um dos mais elevados do País.

 “É impressionante como em Alagoas, o governo tira ainda mais do pobre, e se preocupa em beneficiar os mais ricos. É necessário governar para todos. Os jovens, negros, e pobres desse estado estão morrendo vítima a política de se fazer segurança pública com base em enfrentamento. As pessoas que vivem nos campos, passaram a vir para a cidade porque não existe um apoio à agricultura familiar. Precisamos enxergar Alagoas e lutar pelos que vivem aqui”, concluiu.

 Além de Basile e Juliano Medeiros, a mesa de apresentação foi composta por Gustavo Pessoa; presidente Estadual do PSOL; Edson Caneiro “Índio”, representante da Intersindical; Rilda Alves, presidenta da Central única dos Trabalhadores (CUT); Carlos Lima, da comissão da Pastoral da Terra (CPT); Eliane Silva, do movimento dos trabalhadores sem teto; Cicero Albuquerque e Osvaldo Maciel, candidatos ao Senado pela chapa (PSOL e PCB).

© 2018 Basile50.